domingo, 10 de fevereiro de 2008

Airport Safety - ISMAEL Project - ATC


WMV 8 MB 2:15 ISMAEL Project





Airport Safety:

Magnetic Fingerprinting In The Fog?



Intelligent Surveillance and Management Functions for Airfield Applications Based on Low Cost Magnetic Field Detectors - ISMAEL





ScienceDaily - By monitoring tiny fluctuations in the Earth’s magnetic field caused by a passing plane, a team of European researchers has developed an innovative system to increase airport safety even in the worst weather conditions.




Using magnetic field detectors, a team of researchers, led by Uwe Hartmann and Haibin Gao of Saarland University in Germany, has developed a unique system to pinpoint the location of aircraft at airports even in places where other traffic monitoring systems face difficulties.


Their novel approach, tested at airports in Frankfurt and Saarbruecken in Germany and in Thessaloniki in Greece, relies on an array of small, cheap sensors monitoring the "magnetic fingerprint" of planes - the slight influence aircrafts’ metallic bodies have on the Earth’s magnetic field.




"Our tests have shown that the system detects all passing aircraft, 100 percent of them, and in 75 percent of cases can pinpoint their location to within 7.5 metres - a level of accuracy comparable to most existing air traffic management systems," Gao says.



Seeing around buildings and through fog



Most importantly, the system, developed under the EU-funded Ismael project, has some unique advantages over the most common ground-based monitoring systems in use today.



Because it relies on detecting changes in the Earth’s magnetic field, the Ismael system can see through obstacles, such as buildings and the fingers of airliner parking bays - structures that create potentially dangerous areas of shadow for radar systems, particularly at large, sprawling airports.






And, unlike cameras or human air traffic controllers, it can monitor planes even in the heaviest downpour or the thickest fog.



"Thessaloniki airport has a major problem with fog, so bad in fact that it has to close for part of the year because air traffic controllers can’t see the aircraft at the end of the runway two kilometres away. In the tests, the Ismael system showed it can solve that problem," Gao explains.



The project manager says that, in all the trials, the system lived up to the researchers’ expectations, and it has continued to prove its worth in Frankfurt where it is still operating on an experimental basis. The system has also elicited interest from other airport authorities around the world, although it is likely to be several years before it is used commercially.



"You have to use the best components, the best materials and get new equipment certified for use in an airport environment. That all makes sense from a safety point of view, but it also means that it takes seven years, on average, for a newly developed system to be installed," Gao says.



Seeking partners and investors

The project partners - a mixture of academia and technology firms - have, therefore, approached big equipment manufacturers already supplying the airport market for assistance.



"We are looking for a partnership and investment to take this forward and, so far, there has been a fair amount of interest," the project manager says.



Even though the certification process is likely to push up costs, Gao assures that the ISMAEL system will remain a cost-effective way to complement and improve existing traffic management systems at big airports, and to install a comprehensive monitoring system at small airports that may otherwise not be able to afford it.




The sensor units, which are currently about the same size as a PC graphics card, but could be as small as a coin in the future, are expected to cost several hundred euros each. Although an airport could monitor the whole length of its runways with them, possibly by installing them conveniently beneath the runway lights, only a few located at the entry and exit gates to the runways, and in other key areas, would be sufficient to boost safety.



From runways to car parks

In fact, the technology need not be confined to runways and docking bays alone.



"During the course of the project, we saw the potential to use this system in crowded airport parking lots to monitor car traffic and let drivers know where unoccupied spaces are available," Gao says.



And because systems used in parking lots do not have to meet the same high safety and reliability standards demanded of airport systems, the Ismael technology could start being used in that context much sooner.


 


Segurança de Aeroporto:

Impressão Digital Magnética no Nevoeiro?


Vigilância Inteligente e Funções de Gerenciamento para Aplicações em Aeroporto Baseadas em Baixo Custo de Detetores de Campo Magnético - ISMAEL




Ciência Diária – Por monitoramento de pequenas flutuações no campo magnético da Terra causado por um avião passando, uma equipe de pesquisadores Europeus desenvolveram um sistema inovativo para aumentar a segurança de aeroporto mesmo nas piores condições meteorológicas.


Usando detetores de campo magnéticos, uma equipe de pesquisadores, conduzida por Uwe Hatmann e Haibin Gao da Universidade Saarland na Alemanha, desenvolveram um sistema exclusivo para apontar com precisão a localização de aeronave no aeroporto mesmo em locais onde outros sistemas de monitoramento de tráfego encontram dificuldades.


A abordagem insólita deles, testada em aeroportos em Frankfurt e Saarbruecken na Alemanha e em Thessaloniki na Grécia, conta com uma série de pequenos e baratos sensores monitorando as "impressões digitais" dos aviões - a ligeira influência dos corpos metálicos das aeronaves no campo magnético da Terra.


"Nosso teste demonstrou que o sistema detecta toda aeronave passando, 100 porcento delas e em 75 porcento dos casos pode apontar com precisão a localização delas dentro do alcance de 7,5 metros - um nível de precisão comparável aos muitos sistemas de gerenciamento de tráfego aéreo existentes", diz Gao.


Vendo ao redor de prédios e através de nevoeiro


Mais importante, o sistema, desenvolvido sob o projeto Ismael EUROPEU-patrocínio, tem algumas vantagens raras sobre os mais comuns sistemas de monitoramento terreno em uso hoje.


Porque ele conta com mudanças de detecção no campo magnético da Terra, o sistema Ismael pode ver através de obstáculos, tais como prédios e "fingers" [=plataforma conectada ao avião para desembarque de passageiros] de pátios de estacionamentos de aeronaves de linha aérea – estruturas que criam potencialmente áreas perigosas de sombra para os sistemas de radar, particularmente em grandes esparramados aeroportos.


E, diferente de cameras ou controladores de tráfego aéreo humanos, ele pode monitorar aviões mesmo nos mais pesados aguaceiros ou mais denso nevoeiros.


"O aeroporto em Thessaloniki tem um problema maior com nevoeiro, tão ruim que ele tem que fechar em parte do ano porque os controladores de tráfego aéreo não podem ver a aeronave no fim da pista distante dois quilômetros. Nos testes, o sistema ISMAEL apresentado, ele pode resolver esse problema," explica Gao.


O gerente do projeto diz que, em todos experimentos, o sistema correspondeu às expectativas dos pesquisadores, e ele continuou a provar seu valor em Frankfurt onde ele está ainda em operação em base experimental. O sistema tem também obtido interesse de outras autoridades aeroportuárias ao redor do mundo, apesar dele ser provável de ser realidade vários anos antes de ele ser usado comercialmente.


"Você tem que usar os melhores componentes, os melhores materiais e conseguir novo certificado para uso num ambiente de aeroporto. Isso tudo faz sentido de um ponto de vista de segurança, mas ele também significa que ele leva sete anos, em média, para um sistema recentemente desenvolvido para ser instalado," diz Gao.


Buscando parceiros e investidores

Os parceiros do projeto - uma mistura de comunidades acadêmicas e empresas de tecnologia – têm, por essa razão, abordado grandes fabricantes de equipamentos já suprindo o mercado de aeroporto para assistência.


"Nós estamos procurando por uma parceria e investimento levar isto adiante e, por enquanto, tem havido uma satisfatória quantidade de interesse," o gerente do projeto diz.


Mesmo se o processo de certificação seja provável aumentar os custos, Gao assegura que o sistema ISMAEL permanecerá com um meio de custo efetivo para complementar e melhorar os sistemas de gerenciamento de tráfego existentes em grandes aeroportos, e para instalar um sistema de monitoramento compreensivo em pequenos aeroportos que podem de outra maneira não serem capazes de ter recursos para ele.


As Unidades sensoras, as quais são atualmente cerca do mesmo tamanho de uma placa gráfica de um computador pessoal, mas poderia ser tão pequena quanto uma moeda no futuro, são esperadas custarem várias dezenas de Euros cada. Por essa razão um aeroporto poderia monitorar o comprimento total de suas pistas com elas, somente umas poucas localizadas nos "gates" de entrada e saídas das pistas, e em outras áreas chaves, seria suficiente reforçar a segurança.


Das pistas para os estacionamentos de carros

De fato, a tecnologia não necessita ser confinada a pistas e baías exclusivamente.


"Durante o curso do projeto, nós vimos o potencial para uso deste sistema em estacionamentos movimentados de aeroportos para monitorar o tráfego de carro e deixar motoristas saberem onde estão disponíveis vagas desocupadas," diz Gao.


E porque sistemas usados em estacionamentos de carros não têm como encontrar a mesma alta segurança e padrões de confiabilidade demandada de sistemas de aeroportos, a tecnologia ISMAEL poderia iniciar sendo usada nesse contexto muito em breve.


Tradução por George Rocha


Em 10 FEV 2008





video

Nenhum comentário: