terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Comissárias de Vôo - Relatórios de Segurança de Vôo



Fonte: Flight Safety Fundation, FEV 2008


O número de relatórios de segurança do vôo, feito por Comissárias(os) de Vôo, aumentou substancialmente nos anos de 2006 e 2007.

A tripulação de cabine (= comissárias de vôo) violou os requisitos mínimos de tripulação.

Relato 1.
"Nós eramos 3 comissárias de vôo e 2 pilotos....Eu imediatamente mencionei para outra comissária de vôo que eu pensava que deviamos ter 4 comissárias de vôo, agora que nós estávamos na aeronave Y. Ela encolheu os ombros apenas. Então eu fui até a comissária-chefe e perguntei a ela. A explicação dela foi que devido nós termos somente 113 passageiros a bordo, não havia problema....Eu procurei no meu manual de comissária de vôo e li que a tripulação mínima na aeronave Y era 4 comissárias de vôo."

Relato 2.
A Comissária de vôo falhou em parmanecer nas suas tarefas e atou seu cinto de segurança, inclusive de ombros durante o táxi da aeronave.
"Enquanto o Boeing 737-800 taxiava para a cabeceira da pista, eu fui literalmente atirada, primeiro no repouso do braço e depois no assento da poltrona número 2....Nós estávamos taxiando muito veloz e fazendo curvas rápidas quando nós iamos para cabeceira da pista....Nós deviamos ser avisadas sobre um taxiamento rápido assim comissárias de vôo podem tomar precauções, tais como sentarem-se e usar cinto de segurança."

Relato 3.
"Neste vôo do Airbus 320, eu era a comissária número 2 e minha responsabilidade era orientar os passageiros nas fileiras de saída de emergência. Na minha fileira de saáida havia 12 passageiros e dentre estes havia um senhor que eu não fui capaz de me comunicar com ele ao todo....Um comissário de vôo supervisor da cabine disse que eles não tinham que falar inglês. Eu disse a ele que eu sabia disso, mas eu apanhei um cartão de instruções de segurança de vôo e mostrei o cartão ao supervisor, onde o cartão atesta que 'eles devem ser capazes de entender instruções verbais de membros de tripulações de vôo'."

Um comentário:

Danilo Hadek disse...

Olá George,

Primeiro parabéns pelo Blog.

Como pode ser real estes comentários, hein? Uma pena que aja tanta falta de comprometimento com a segurança de vôo como ocorre.

Todos devemos ser responsáveis pela segurança em vôo e estes relatos só mostra que realmente a tripulação não técnica é de suma importância para a melhoria da segurança.

Abraços,
Danilo
Blog Meio Aéreo