segunda-feira, 27 de agosto de 2007

EVACUAÇÃO - Espaço entre Assentos - Aviões


O Ministro da Defesa, Nelson Jobim, contou ter conversado com o ministro Carlos Britto, do STF (Supremo Tribunal Federal), que reclamou de não ter conseguido trabalhar durante um vôo por falta de espaço para utilizar seu computador pessoal. "Foi absolutamente impossível", disse Jobim, referindo-se à Britto.

"Empresas aéreas dizem a Jobim que conforto elevará custo de tarifas".

"Não podemos pensar em preços em cima do desconforto dos usuários. Se for pensar assim, vamos viajar em pé", afirmou o ministro.

Nelson Jobim disse que a redistribuição de assentos faz parte do "espaço vital" que envolve os passageiros. "Aquele espaço [o existente atualmente] é antivital", disse ele.

Atenção!!!

O espaço entre os assentos nas aeronaves DEVE pripordialmente vincular-se à segurança dos passageiros.

Numa situação de EVACUAÇÃO da aeronave motivada por pouso de EMERGÊNCIA, todos passageiros terão dificuldades extremadas para obedecerem as instruções do comandante do vôo e/ou comissárias ao tentar seguir as orientações, tais como, estas abaixo extraídas do Manual de Operação.

No Manual Geral de Operação consta o padrão de ação e os anúncios com instruções para os passageiros:

“Senhoras e senhores,

quem vos fala é o comandante. Sua atenção por favor.

Preciso lhes informar que devido a um problema técnico na nossa aeronave, teremos que efetuar um pouso de EMERGÊNCIA. É possível que tenhamos que EVACUAR a aeronave após o pouso.

As comissárias estão totalmente treinadas para orientá-los durante a EVACUAÇÃO.

Elas irão agora prepará-los para o pouso que deverá acontecer dentro de mais__20___ minutos.

Para sua própria segurança, sigam as instruções das comissárias.

O controle de tráfego aéreo já está informado sobre a nossa situação”.

Ao ser determinada a EVACUAÇÃO:

A Comissária Chefe de Equipe:

• Abre as portas dianteiras e comanda:

“Abram os cintos, corram para mim, para fora, rápido (ou pule rápido)”.

Com o espaço atual entre os assentos de aeronaves em todas empresas aéreas brasileiras, é fácil prevermos que a EVACUAÇÃO estará comprometida. Haverá pânico a bordo.

Aviso!!!

Àqueles passageiros que durante as fases de DECOLAGEM e POUSO, insistem em manter o encosto de seus assentos fora da posição vertical ( em desobediência às Convenções Internacionais de segurança de Vôo), devo esclarecer que o encosto RECLINADO, pouco ou totalmente, obstruirá a movimentação rápida do passageiro que ocupa o assento de trás no caso de EVACUAÇÃO.

O espaço reclamado pelo Ministro Nelson Jobim, foi diminuído pelas empresas aéreas, para acomodar mais passageiros, com a explicação INSENSATA e GANANCIOSA de que o maior número de passageiros embarcados reduziria o preço final das passagens aéreas.

Veja na imagem acima a homologação do Airbus 320 com sua configuração de assentos e especificações de Pesos Máximos de Decolagem e Pouso.

Um comentário:

Cassandra_Moderna disse...

In these tight spaces, the possibility of life-threatening, deep-vein thrombosis will also increase substantially.

http://www.health.gov.au/internet/
wcms/publishing.nsf/Content/
health-pubhlth-strateg-communic-
factsheets-thrombosis.htm